Mais de 1.700 projetos de todo o país concorrem a R$ 90 mil – Celso Jacob – Deputado Federal 1508

Concorrem este ano ao prêmio Vivaleitura 1.776 projetos desenvolvidos por escolas, bibliotecas, instituições, empresas e pessoas nas 27 unidades da Federação. O objetivo do prêmio é incentivar o desenvolvimento de experiências de leitura em escolas, bibliotecas, instituições, entidades e por iniciativa particular. Dividido em três categorias, o Vivaleitura vai distribuir aos vencedores R$ 90 mil, além de troféus e diplomas.

A promoção é dos ministérios da Educação e da Cultura. A coordenação é de responsabilidade da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), e o prêmio é pago pela Fundação Santillana, da Espanha.

Os dados finais do Vivaleitura apontam que, com relação a 2009, o número de projetos foi maior – passou de 1.698 a 1.776 – e houve crescimento em todas as categorias. O mapa dos concorrentes montado pela OEI, que coordena o prêmio, tem a seguinte distribuição: escolas públicas e privadas, 902 projetos; ONGs, instituições sociais, universidades, empresas e pessoas físicas, 681, e bibliotecas públicas, privadas e comunitárias, 193.

Segundo a gerente de projetos da OEI, Telma Teixeira da Silva, a seleção começa agora e tem três etapas. Na primeira, uma comissão de especialistas em leitura verifica se os trabalhos atendem aos critérios do regulamento; na etapa seguinte, uma comissão composta por um representante da comissão de especialistas, da OEI e dos ministérios da Educação e da Cultura seleciona os 15 trabalhos finalistas, sendo cinco por categoria, e aqueles que concorrem à menção honrosa.

Na última etapa, uma comissão de sete jurados, indicada pelos organizadores do prêmio, escolhe os três vencedores que vão dividir os R$ 90 mil a ser pago pela Fundação Santillana, da Espanha. A entrega do Prêmio Vivaleitura está prevista para o período de 20 a 23 de novembro, mas a cidade ainda não está definida.

Representação – Entre as 27 unidades da Federação, seis aparecem no concurso com mais de cem projetos: São Paulo tem 323 inscritos; Minas Gerais, 200; Rio Grande do Sul, 147; Rio de Janeiro, 140; Paraná, 124; e a Bahia, 107. Os estados com menor número de concorrentes são o Amapá, com quatro; Acre, cinco; e Roraima, com nove.

O regulamento pode ser consultado na página eletrônica do prêmio.

Fonte: Portal do  Ministério da Educação
Conheça e adicione minhas outras redes:
Orkut: Celso Jacob
Facebook: Celso Jacob
Twitter: @celsojacob
Site:  www.celsojacob.com.br
FormSpring: Celso Jacob
Flickr: Album Celso Jacob
Anúncios

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: